quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

A Noite


A minha rua
A minha porta
A noite escura
A lua morta.

Ouve-se ao longe
Triste murmúrio
De alma que sofre
Da vida sem rumo.

Será um queixume
De um amor perdido
Ou será alguém
Que deseja abrigo.

Um abrigo seguro
De ternura e amor
Que lhe seja estendida,
A mão e a paz do Senhor!...

autor: M. Vital

3 comentários:

Fê-blue bird disse...

Mensagem de Esperança, gostei!
Beijinhos amiga!

Anónimo disse...

Gostei muito.Não desista.
MS(CG)2

Manuela disse...

Cara colega

Agradeço o incentivo

Bem haja

Manuela